. CENTRO ACADÊMICO DE SERVIÇO SOCIAL> UFRN

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Eleição do CASS

DEBATE ENTRE AS CHAPAS QUE CONCORREM A ELEIÇÃO DA DIRETORIA DO CASS – GESTÃO 2011/2012
Dia:
24/11/2011
Local:
Audutório do DCE
Horas:
Manhã 10h
Tarde  16h30min

segunda-feira, 14 de novembro de 2011


COMPOSIÇÃO DAS CHAPAS INSCRITAS PARA A DIRETORIA DO CENTRO ACADÊMICO DE SERVIÇO SOCIAL GESTÃO 2011/2012

CHAPA 1
Se o Presente é de Luta o Futuro Nos Pertence

Coordenação Geral
Luana Vanessa (2010.1)
Lília Daniella (2010.1)
Maria Luíza (2011.2)
Alexandra Cabral (2010.2)

Divulgação e Imprensa
José Allan (2010.2)
John Lennon (2011.2)
Tácylla Danyelle (2011.2)

Finanças
Jéssica Augusto (2010.1)
Rodrigo de Souza (2011.2)
Elidaiane Duarte (2011.2)

Arte e Cultura
Samya Katiane (2010.1)
Maria Lúcia (2010.2)

Assuntos estudantis
Clara de Assis (2011.1)
Renata Sammara (2011.1)
Edileuza Soares (2011.1)
Paula Gabriela (2011.1)

Formação profissional
Bruna Ryliane (2011.1)
Kaline Bezerra (2011.2)


__________________________________
CHAPA 2
É Na Luta Que se Constrói a Unidade

Coordenação Geral
Raquel Cardozo (2009.2)

Divulgação e Imprensa
Klesia Willma (2009.2)
Jessica Dantas (2009.2)

Finanças
Anneussa Alicia (2009.2)

Arte e Cultura
José Francisco (2009.2)
Andriellen Pereira (2011.6)

Assuntos estudantis
Thaisa Vanessa (2009.2)

Formação profissional
Amanda Railany (2010.3)



A ELEIÇÃO OCORRERÁ NO DIA 30 DE NOVEMBRO

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Normas Eleitorais

Normas eleitorais referentes às eleições para a diretoria do Centro Acadêmico de Serviço Social da UFRN – Gestão 2011/2012

Artigo 1º - De acordo com o Edital de Eleição, a eleição para a diretoria da entidade – gestão 2011/2012 serão realizadas no dia 30 de novembro de 2011, no bloco B do setor de aulas I no Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. A eleição será realizada através do voto direto e secreto dos sócios da entidade.

Artigo 2º - A inscrição de chapa para a eleição da diretoria da entidade somente poderá ser realizada nos dias compreendidos entre 03 a 11 de Novembro de 2011, através da entrega a comissão eleitoral dos seguintes documentos: I - formulário padrão de inscrição de chapa; II - comprovantes de matrícula de todos os candidatos e candidatas; e III - cópias das identidades, ou documento oficial com foto, de todos os candidatos e candidatas. Os números das chapas serão decididos através da ordem de inscrição das chapas concorrentes.

Artigo 3º - A campanha eleitoral somente poderá ter início dia 12 de Novembro de 2011, respeitando-se o patrimônio da universidade e o andamento das atividades acadêmicas. Somente estudantes regularmente matriculados no curso de Serviço Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte poderão representar as chapas em debates promovidos pela Comissão Eleitoral. Será completamente proibida a distribuição de brindes ou de qualquer tipo de coisa que se configure em captação ilícita de votos. A campanha eleitoral, do tipo boca de urna, será completamente proibida num raio de três metros das urnas de votação. Qualquer tipo de conduta errônea poderá acarretar na impugnação da chapa, por decisão da maioria absoluta dos membros da Comissão Eleitoral.

Artigo 4º - São considerados membros da Comissão Eleitoral para efeito de votações referentes a recursos impetrados contra alguma das chapas concorrentes o Presidente, o Secretário e o relator.

Artigo 5º - No dia da eleição poderão votar todos os estudantes do curso de graduação e pós-graduação do curso de Serviço Social da UFRN desde que seu nome conste na lista de matricula. Cada eleitor só poderá votar uma vez.

Artigo 6º - O voto é secreto, ficando o sigilo garantido.

Artigo 7º - O processo de votação terá os seguintes procedimentos:
I – Até meia hora antes de iniciar a eleição, as chapas concorrentes poderão indicar mesários para ajudar na coleta dos votos;
II – Quinze minutos antes a abertura do processo de votação a Comissão Eleitoral fará a checagem das urnas e materiais de votação junto aos representantes das chapas e os mesários;
III – Às 8 horas do dia previsto para a eleição, será inicializado e aberto o processo de votação, que terminará às 17 horas e 30 minutos do mesmo dia, com o fechamento das urnas.


Artigo 8º - O resultado do pleito será divulgado pela Comissão Eleitoral imediatamente após o fim da apuração dos votos.

Artigo 9º - Para o processo de apuração dos votos as chapas terão o direito de indicar um escrutinador e um fiscal para a contagem das cédulas.

Artigo 10º - As normas eleitorais entram em vigor a partir da data de sua aprovação e publicação.

Artigo 11º - Os casos omissos, não previstos nas normas eleitorais, serão avaliados pela Comissão Eleitoral, podendo ser submetidos à Assembleia Geral de Estudantes de Serviço Social.



COMISSÃO ELEITORAL
NATAL/ RN – O3 DE NOVEMVRO DE 2011

Edital de Eleição

Edital de eleição para a diretoria do Centro Acadêmico de Serviço Social (CASS) da UFRN – Gestão 2011/2012

Artigo 1° – A eleição para a diretoria do CASS/UFRN – gestão 2011/2012 – será realizada no dia 30 de novembro de 2011, no bloco B do setor de aulas I no Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, através do voto direto e secreto dos sócios da entidade.


Parágrafo único – São sócios da entidade todos os estudantes regularmente matriculados nos cursos de graduação e pós-graduação em Serviço Social da UFRN.


Artigo 2° - De acordo com o estatuto do CASS as chapas deverão se inscrever com no mínimo 6(seis) membros, divididos nos respectivos cargos que constitui a diretoria da entidade, e poderão ter um número ilimitado de membros.

Parágrafo 1° - A diretoria do CASS constitui-se dos seguintes cargos:

I – Coordenação Geral;

II - Coordenação de Formação Política;

III – Coordenação de Divulgação e Imprensa;

IV – Coordenação de Assuntos Estudantis;

V – Coordenação de Finanças;

VI – Coordenação de Arte e Cultura.

Parágrafo 2° - É vedada a possibilidade de um mesmo sócio ocupar mais de um cargo na diretoria da entidade.


Artigo 3° - O processo eleitoral para diretoria do CASS – gestão 2011/2012 – terá o seguinte calendário:

I – Inscrição de Chapa: De 03 a 11 de Novembro;

II – Campanha de Chapa: De 12 a 30 de Novembro;

III – Eleição: 30 de novembro.
 




 Comissão Eleitoral.


Wilson     9441 8045(Claro) / 9629 7987(Tim)

Mirian      9655 1464(Tim)

Iedo         9153 5626(claro)



E-mail da comissão eleitoral: eleicaocass2012@gmail.com


 



quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Assembleia Geral dos Estudantes de Serviço Social
Pauta: - Informes sobre o I Congresso de                               Estudantes de Serviço Social da UFRN
            - Eleição da Comissão Eleitoral
            - Professores Substitutos
Data: 01/nov
Local: Auditório do DCE (a confirmar)
Horários: Manhã: 10h30min
               Tarde: 16h30min

Participem!!!

terça-feira, 25 de outubro de 2011


Manifesto Nacional "Por que aplicar 10% do PIB na educação pública?



Carta de Lançamento da Campanha Nacional
Por que aplicar já 10% do PIB nacional 
na Educação Pública?

A educação é um direito fundamental de todas as pessoas. Possibilita maior protagonismo no campo da cultura, da arte, da ciência e da tecnologia, fomenta a imaginação criadora e, por isso, amplia a consciência social comprometida com as transformações sociais em prol de uma sociedade justa e igualitária. Por isso, a luta dos trabalhadores na constituinte buscou assegurá-la como “direito de todos e dever do Estado”.

No entanto, o Estado brasileiro, por expressar os interesses dos ‘donos do poder’, não cumpre sua obrigação Constitucional. O Brasil ostenta nesse início de século XXI, se comparado com outros países, incluindo vizinhos de América Latina, uma situação educacional inaceitável: mais de 14 milhões de analfabetos totais e 29,5 milhões de analfabetos funcionais (PNAD/2009/IBGE) – cerca de um quarto da população – alijada de escolarização mínima. Esses analfabetos são basicamente provenientes de famílias de trabalhadores do campo e da cidade, notadamente negros e demais segmentos hiperexplorados da sociedade. As escolas públicas – da educação básica e superior – estão sucateadas, os trabalhadores da educação sofrem inaceitável arrocho salarial e a assistência estudantil é localizada e pífia.

Há mais de dez anos os setores organizados ligados à educação formularam o Plano Nacional de Educação – Proposta da Sociedade Brasileira (II Congresso Nacional de Educação, II Coned, Belo Horizonte/MG, 1997). Neste Plano, professores, entidades acadêmicas, sindicatos, movimentos sociais, estudantes elaboraram um cuidadoso diagnóstico da situação da educação brasileira, indicando metas concretas para a real universalização do direito de todos à educação, mas, para isso, seria necessário um mínimo de investimento público da ordem de 10% do PIB nacional. Naquele momento o Congresso Nacional aprovou 7% e, mesmo assim, este percentual foi vetado pelo governo de então, veto mantido pelo governo Lula da Silva. Hoje o Brasil aplica menos de 5% do PIB nacional em Educação. Desde então já se passaram 14 anos e a proposta de Plano Nacional de Educação em debate no Congresso Nacional define a meta de atingir 7% do PIB na Educação em … 2020!!!

O argumento do Ministro da Educação, em recente audiência na Câmara dos Deputados, foi o de que não há recursos para avançar mais do que isso. Essa resposta não pode ser aceita. Investir desde já 10% do PIB na educação implicaria em um aumento dos gastos do governo na área em torno de 140 bilhões de reais. O Tribunal de Contas da União acaba de informar que só no ano de 2010 o governo repassou aos grupos empresariais 144 bilhões de reais na forma de isenções e incentivos fiscais. Mais de 40 bilhões estão prometidos para as obras da Copa e Olimpíadas. O Orçamento da União de 2011 prevê 950 bilhões de reais para pagamento de juros e amortização das dívidas externa e interna (apenas entre 1º de janeiro e 17 de junho deste ano já foram gastos pelo governo 364 bilhões de reais para este fim). O problema não é falta de verbas públicas. É preciso rever as prioridades dos gastos estatais em prol dos direitos sociais universais.

Por esta razão estamos propondo a todas as organizações dos trabalhadores, a todos os setores sociais organizados, a todos(as) os(as) interessados(as) em fazer avançar a educação no Brasil, a que somemos força na realização de uma ampla campanha nacional em defesa da aplicação imediata de 10% do PIB nacional na educação pública. Assim poderíamos levar este debate a cada local de trabalho, a cada escola, a cada cidade e comunidade deste país, debater o tema com a população. Nossa proposta é, inclusive, promover um plebiscito popular (poderia ser em novembro deste ano), para que a população possa se posicionar. E dessa forma aumentar a pressão sobre as autoridades a quem cabe decidir sobre esta questão.

Convidamos as entidades e os setores interessados que discutam e definam posição sobre esta proposta. A idéia é que façamos uma reunião de entidades em Brasília (dia 21 de julho, na sede do Andes/SN). A agenda da reunião está aberta à participação de todos para que possamos construir juntos um grande movimento em prol da aplicação de 10% do PIB na educação pública, consensuando os eixos e a metodologia de construção da Campanha.

Junho de 2011.

ASSINAM ESSE MANIFESTO: ABEPSS, ANDES-SN, ANEL, CFESS, COLETIVO VAMOS À LUTA, CSP-CONLUTAS, CSP-CONLUTAS/DF, CSP-CONLUTAS/SP, DCE-UFRJ, DCE-UnB, DCE-UFF, DCE UFRGS, ENECOS, ENESSO, EXNEL, FENED, MST, MTL, MTST/DF, MUST, MOV. MULHERES EM LUTA, OPOSIÇÃO ALTERNATIVA, CSP-CONLUTAS/RN, PRODAMOINHO, SEPE/RJ, SINASEFE, SINDSPREV, SINDREDE/BH, UNIDOS PRÁ LUTAR.


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Assembleia Geral dos Estudantes de Serviço Social

Assembleia Geral dos Estudantes de Serviço Social

PAUTA:
1. Informes
2. I Congresso de Estudantes de Serviço Social da UFRN
    - Regulamento
    - Eleição da Comissão Organizadora
    - Programação
3. Critérios para distribuição de disciplinas
LOCAL:
Auditório do DCE (a confirmar)
DATA: 17/out
HORÁRIO: Manhã: 08h30min
              Tarde:  15h30min

Participe!!!



quinta-feira, 22 de setembro de 2011

VEM AÍ: Encontro Natalense de Serviço Social - ENAESS


Galera,

Vem aí o Encontro Natalense de Serviço Social - ENAESS.

Este ano será no auditório da reitoria da UFRN, custará R$10,00 (Participação, Material e certificado).

As inscrições deverão ser efetivadas com os coordenadores do Centro Acadêmico (CASS) - Serão apenas 10 inscrições por  turma e terão prioridade aquel@s que efetivar o pagamento no ato da inscrição!

Plenária DESSO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL

CONVOCAÇÃO PLENÁRIA

CONVOCAMOS OS DOCENTES, TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS E ESTUDANTES DO DESSO PARA
A 6ª SESSÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL NO
EXERCÍCIO DE 2011.


DATA: 27/09/2011 – 3ª feira
HORA: 9 horas
LOCAL: D4 – setor V

1.COMUNICAÇÕES DA CHEFIA:

1.1-    Aniversariantes do Mês de Setembro:
FERNANDO GOMES TEIXEIRA 25/09
ELIANA ANDRADE DA SILVA         26/09
MÁRCIA MARIA DE SÁ ROCHA        27/09
ANA CRISTINA BEZERRA DE CASTRO  30/09

1.2 – Professores Substitutos;
1.3 – Afastamentos de Professores;
1.4 – Seminário de Pesquisa do CCSA;
1.5 – Entrega dos Programas das Disciplinas 2011.2.

2. DELIBERAÇÕES:
2.1- Aprovação das Atas: 4ª e 5ª Plenárias Ordinárias do exercício de 2011;
2.2- Indicação de uma Comissão de Avaliação do Estágio Probatório da
Profª. Maria Regina de Ávila Moreira (03 professores com titulação
superior ou igual a do avaliado e o tutor na função de consultor);
2.3 – Indicação da Comissão Organizadora e Comissão Examinadora, de acordo
com a Resolução 153/2009-CONSEPE, para o Concurso para Professor Adjunto
na área Fundamentos do Trabalho Profissional (vaga da redistribuição da
Profª. Erlane Bandeira);
•       Comissão Organizadora: Chefe do Departamento Acadêmico, que será seu
presidente nato, e por três professores do respectivo Departamento, sendo
dois membros titulares e um suplente.
•       Comissão Examinadora: 06 (seis) examinadores atuantes na área de
conhecimento para a qual se realiza o concurso e com titulação igual ou
superior à exigida para os candidatos em edital (03 titulares e 03
suplentes), pelo menos 01 (um) membro, em cada categoria, pertencerá a
outras instituições nacionais ou internacionais.

2.4 – Critérios para distribuição das disciplinas;
2.5 – NEPSA II;

2.6 - Homologação do “ad referendum” nas atividades de extensão:
•       Evento: II Conferência Potiguar de Serviço Social - Campos do Fazer
Profissional – Coordenadora: Profa. Carla Montefusco de Oliveira.
•       Evento: Mesa Redonda: Diálogos entre o Plano Decenal dos Direitos
Humanos de Criança e Adolescentes e o Plano Nacional de Educação: desafios
e perspectivas para a garantia da proteção integral de Crianças e
Adolescentes. Coordenadora: Profa. Iris Maria de Oliveira.
•       Curso: A atual dinâmica da América Latina: uma perspectiva histórica.
Coordenadora: Profa. Andrea Lima da Silva.
•       Evento: Ciclo de Conferências sobre a América Latina e a realidade de
Cuba. Coordenadora: Andrea Lima da Silva.

   3. INFORMES:
3.1 - Coordenação de Graduação
3.2 - Coordenação do Estágio Curricular Obrigatório
3.3 - Coordenação de Pós-Graduação
3.4 - Coordenadores de Grupos de Pesquisas
3.5 - Centro Acadêmico

Natal, 22 de setembro de 2011.


Professora Rosângela Alves de Oliveira
Chefe do DESSO


Atenciosamente,
Departamento de Serviço Social - UFRN
Fone: (84) 3215-3476 / 3215-3537

Paralisação dos bolsistas, nesta sexta-feira! Tod@s ao Centro de Convivência!


Paralisação dos Bolsistas de Apoio Técnico.
Sexta (23), 10h no Centro de Convivências da UFRN.


A bolsa de apoio técnico é caracterizada pela burocracia da universidade como uma alternativa que deve garantir a permanência e o sucesso acadêmico dos estudantes. No entanto, a realidade expressa é exatamente o contrário, pois, é uma bolsa que ocupa o nosso tempo de estudos e prejudica a nossa formação acadêmica.


Mediante isso, precisamos nos organizar contra essa política que resulta na precarização da nossa formação acadêmica. Convocamos TODOS os Bolsistas de Apoio Técnico para a construção de uma paralisação sexta, dia 23 de Setembro, às 10h no Centro de Convivências da UFRN.

Vamos a Luta! 
Somos Bolsistas, NÃO Funcionários!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

É HOJEEE: Reunião com os bolsistas para discutir a pauta de reivindicações.

Às 12h e às 18h
Aonde? No auditório do DCE!



E a paralisação, quando vai ser?
Nesta sexta, dia 23, ás 10h lá no Centro de Convivência!


Tod@s lá!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

ASSEMBLEIA GERAL DOS ESTUDANTES DA UFRN - DIVULGUEM!


Assembléia Geral
DCE - UFRN
Quarta (14/09), 17:30 no DCE
Estamos convocando uma assembléia geral para a construção da pauta de reivindicações dos Estudantes da UFRN.

Pauta:
- Informes.
- Construção da pauta de reivindicações dos bolsistas de apoio técnico.
- Calendário de Atividades.

domingo, 11 de setembro de 2011

"Ciclo de Conferências sobre a América Latina e a realidade de Cuba".



A Universidade Federal do Rio Grande do Norte, através do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, promove entre os dias 12 e 16 deste mês, o II Seminário Internacional, com a presença do professor Luis Salazar da Universidade de Havana (Cuba). A programação do evento prevê uma sequência de palestras ministradas pelo professor cubano, que discutirá problemas da América Latina, como a Revolução Cubana e dinâmicas sociais no continente americano.
O curso intitulado “A atual dinâmica entre a revolução, a reforma, o reformismo e a contrarreforma na América Latina: uma perspectiva histórica” está marcado para os três dias do evento. Pela manhã, das 9h às 12h, e à tarde, das 14h às 17h. No dia 12 será no Núcleo de Pesquisa em Ciências Sociais Aplicadas (NEPSA). Já nos dias 13 e 14, o local será o Auditório da Biblioteca Central Zila Mamede. Neste último dia, o curso só ocorrerá pela manhã.
Formado em Ciências Políticas pela Universidade de Havana, pós-graduado em Filosofia e doutor em Ciências Sociais, Luis Suárez Salazar é professor titular da Faculdade de Filosofia e História da mesma universidade e do Instituto Superior de Relações Internacionais do Ministério de Relações Exteriores de Cuba.
PALESTRAS:
Palestra: “Panorama das lutas no cenário mundial contemporâneo e seus impactos na ordem do capital”
Local: Auditório Zila Mamede (Biblioteca Central)
Data: 14/09
Horário: 14h30 às 17h
-
Palestra: “Diálogos latino-americanos no Programa de Pós-Graduação em Ciências Social – UFRN”
Local: Auditório Zila Mamede (Biblioteca Central)
Data: 15/09
Horário: 9h às 12hs
-
Palestra: “A atualidade histórica e o futuro da Revolução Cubana”
Local: Auditório NEPSA/UFRN
Data: 15/09
Horário: 14h30 às 17hs
E
Data:16/09
Horário: 14:00 às 18hs

Vídeo apresentado na abertura do 40º Encontro Nacional CFESS-CRESS, com o histórico de debates desde o primeiro Encontro.

40º Encontro Nacional reafirma: “Educação não é fast-food”

Campanha foi tema de debate da segunda mesa de evento. Proibição de circulação do material gráfico continua valendo

Mesa-redonda debateu a campanha "Educação não é fast-food" (foto: Diogo Adjuto) 

Em um encontro que reúne conselheiros/as e assistentes sociais de base dos CRESS das 27 unidades federativas do país, não podia faltar o debate sobre a campanha “Educação não é fast-food: diga não para a graduação à distância em Serviço Social”. E no segundo dia do 40º Encontro Nacional CFESS-CRESS, que acontece em Brasília (DF) entre os dias 8 e 11 de setembro, a temática “Formação com Qualidade” guiou os debates da mesa-redonda da manhã dessa sexta-feira.

O representante do Sindicato Nacional dos Docentes de Ensino Superior (ANDES-SN), Francisco Jacó da Silva, deu início aos trabalhos da mesa reafirmando o posicionamento da entidade de que “toda formação básica deve ser presencial, independentemente da profissão”. Assim, ele ressaltou a importância da campanha do Conjunto CFESS-CRESS, ABEPSS e ENESSO para a defesa da educação presencial, pública, laica e de qualidade.

O representante do ANDES enfatizou a importância do ensino presencial para formação do indivíduo, no âmbito pessoal e profissional, enquanto sujeito capaz de fazer uma leitura crítica da realidade e intervir sobre ela. “O Ensino à Distância (EaD) não permite a interação humana, fundamental no processo educacional”, completou. 

Jacó fez também críticas à maneira como o governo brasileiro vem tratando a política de educação, dando destaque à precarização das condições de trabalho dos/as docentes. Nesse sentido, o representante do ANDES fez questão de ressaltar a campanha nacional pela Aplicação de 10% do PIB na Educação Pública, que o CFESS ingressou em julho deste ano.


Francisco Jacó, do ANDES-SN, defendeu: “toda formação básica deve ser presencial, independentemente da profissão” (foto: Diogo Adjuto) 

Em seguida, a estudante de Serviço Social e Coordenadora Nacional de Formação Profissional da ENESSO, Rayara Fernandes, falou da impossibilidade de tratar do tema “Educação com qualidade” sem analisar a conjuntura neoliberal capitalista. “Este sistema econômico privilegia o capital, por isso não nos atende”, afirmou. Ela também questionou a graduação à distância em Serviço Social, afirmando que o modelo não garante a formação profissional necessária do/a profissional para uma intervenção crítica da realidade.

Para finalizar, a representante da ENESSO ressaltou a campanha “Educação fast-food”, explicando que a mesma é extremamente assertiva ao criticar o modelo de educação adotado pelo Estado, que legitima o ensino aligeirado para atender o capital.

A coordenadora nacional de Graduação da ABEPSS, Maria Helena Elpídio, abordou o tema no âmbito das diretrizes curriculares da Associação, defendendo o “projeto de formação profissional com qualidade como componente de materialização e enraizamento do Projeto Ético-político”.

Para Maria Helena, o debate sobre a qualidade da formação profissional possui alguns pressupostos que devem ser ressaltados, como a educação enquanto princípio formativo e direito universal e a indissociabilidade entre formação e exercício profissional. 

Nesse sentido, a representante da ABEPSS reafirmou o projeto de formação com qualidade do Serviço Social Brasileiro. “Estamos falando da construção de um perfil profissional capaz de decifrar a realidade e intervir de forma crítica e propositiva; de uma realidade social dinâmica e complexa que precisa ser desvelada no exercício de apreensão da totalidade e das contradições que se expressam no exercício profissional ; e, principalmente, de uma ação profissional que considere um conjunto de habilidades que articulem as dimensões teórico-metodológica, ético-política e técnico-operativa para intervir de forma coerente com o projeto de profissão”, explicou.

Maria Helena também apontou o crescimento da modalidade do ensino à distância como uma das marcas mais evidentes da precarização, mercantilização e negação da educação como um direito, ressaltando assim, a visibilidade que a campanha “Educação não é fast-food” deu à questão.

Para finalizar, a representante da ABEPSS trouxe dados sobre os cursos de graduação à distância. “Hoje são 651 pólos no Brasil, 263 no sudeste e sul; 25 pólos no Norte, sendo 4 no Amazonas. Ou seja, a região Norte continua desprovida”, criticou.

Já a conselheira e coordenadora da Comissão de Formação do CFESS, Juliana Iglesias Melim, atacou a postura do Judiciário brasileiro que, por liminar impetrada pela Associação Nacional dos Tutores de Educação à Distância (Anated), proibiu, desde o último dia 10 de agosto, a veiculação da campanha. “É lamentável que em uma sociedade democrática não seja garantida a liberdade de expressão. Isto é censura. Vamos recorrer para podermos manifestar nossa opinião em defesa de uma política pública que viabilize a educação como direito de todos/as, e não como mercadoria”, afirmou.

Juliana fez questão de destacar que, segundo manifestação jurídica do CFESS, aprovada no último dia 9/9 pelo Conselho Pleno, o alcance da liminar diz respeito somente ao material gráfico, portanto o slogan “Educação não é fast-food” continuará sendo utilizado.

A conselheira do CFESS traçou o histórico do debate do Conjunto CFESS-CRESS acerca do tema até chegar à criação da campanha que, segundo ela, vem reafirmar o posicionamento do Serviço Social em defesa da educação pública, presencial, laica e de qualidade. “Preconceituosa e discriminatória é essa política de governo que destina pouco mais de 3% dos recursos públicos para a educação e mais de 40% para amortização e pagamento de juros da dívida”, disse.

Ao final, Juliana convocou, mais uma vez, os/as assistentes sociais para se mobilizarem e seguirem firmes no posicionamento e na luta para que a educação não seja tratada de forma aligeirada e sem qualidade. Retomando as palavras de Sebastião Salgado, ela afirmou: “os/as trabalhadores produzem a riqueza, mas não usufruem dela, aumentam a produção de bens, mas não podem consumi-los. Desenvolvem novos recursos, mas são relegados/as à formação de um exército de reserva de mão de obra, ou vivem as mazelas do trabalho precário. Porém, somente os/as trabalhadores serão capazes de “criar um mundo novo”, revelar a nova vida, recordar que existe um limite, uma fronteira para tudo, menos para o sonho humano. É tempo de organizar a luta e fortalecer a resistência”, finalizou.

Veja também: Começa o 40º Encontro Nacional CFESS-CRESS 

Conselho Federal de Serviço Social - CFESS
Gestão Tempo de Luta e Resistência – 2011/2014
Comissão de Comunicação

Rafael Werkema - JP/MG 11732Assessor de Comunicaçãocomunicacao@cfess.org.br

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

PLENÁRIA SOBRE A OCUPAÇÃO DA REITORIA da UFRN‏

Caros coordenadores/diretores de Entidades de Base e Geral,

Venho através deste, comunicar que haverá uma plenária com todos os CA's, DA's, Coletivos organizados em conjunto com o DCE, para que possa ser discutido a ocupação da reitoria relizada no dia 07 de setembro, pelo SINTEST-RN.
Nesta plenária será debatida as reivindicações dos Técnicos-Administrativos e as demandas estudantis para que possamos tentar unificar nossas lutas! 
Local: Reitoria da UFRN 
Data: 08/09/2011
Horário: 17:30

terça-feira, 6 de setembro de 2011

MOÇÃO DE APOIO AS OCUPAÇÕES DE REITORIA – ENESSO


Sábado, 3 de setembro de 2011
            A Executiva Nacional de Estudantes de Serviço Social vem por  meio desta moção manifestar total apoio aos movimentos grevistas,  ocupações de reitoria da UFF, UFES, UFPR, UEM, UFMT, UFSC,  UNIFESP, UFSM, UFAM e demais mobilizações ocorrentes de norte ao  sul em todo o Brasil, protagonizadas por trabalhadores e estudantes as  razões são legitimas, parabenizamos as dezenas de organizações político-  sociais que se fizeram presentes nos diversos atos da jornada de agosto, e  sobretudo para alem dela.
         Com as mobilizações de agosto com mais de 20 mil lutadores do  povo em Brasília, os movimentos estudantis e dos trabalhadores do campo e da cidade se posicionaram contra os cortes orçamentários do governo Dilma, em defesa do ensino/pesquisa/extensão – 10% do PIB pra educação! Recolocando o tema da educação na agenda do governo.
            A tarefa de tod@s militantes da ENESSO é continuar se inserindo no conjunto de todas essas lutas que fazem diferença na luta de classes, que acumulem forças explorando as contradições, e por meio das lutas efetivemos a práxis e o projeto ético-político do serviço social brasileiro, com horizonte estratégico bem definido.
.

  
Solidariedade aos estudantes e trabalhadores do Chile!

ENESSO É PRA LUTAR!

ENESSO – Gestão (2011/2012) Pés no chão 
 “A CABEÇA PENSA ONDE OS PÉS PISAM” 

Técnicos em greve ocupam reitoria da UFRN


Ações como esta acontecem em várias universidades do Brasil desde a semana passada, como UFRGS, UFSM, UFPR, UFAL, UFF e outras (inclusive algumas estaduais). Em algumas destas, as ocupações são conjuntas com apoio em massa de estudantes que lutam por pelo menos 10% do PIB para educação.
Na UFRN, a ocupação iniciou nas primeiras horas da manhã de hoje e não tem hora para acabar.
Os técnicos das universidades de todo o Brasil intensificam as ações da greve  (que já dura mais de três meses) com o objetivo de pressionar o governo a negociar efetivamente a pauta de reivindicações da categoria.  Está prevista para amanhã (06/09) mais uma reunião entre parlamentares,  centrais sindicais (interlocutoras da Fasubra) e o secretário do MPOG, Duvanier Paiva.